O que Há Naquele Soro Pequeno, que é Administrado Antes da Quimioterapia?

Por Erika Viana*

A quantidade de medicamentos empregada no tratamento do câncer muitas vezes é grande e nem sempre o paciente sabe exatamente o que está sendo administrado. Muitos protocolos (o conjunto de drogas e procedimentos receitado pelos médicos) incluem medicamentos que não se destinam diretamente para o tratamento do câncer em si, mas são usados como uma forma de apoio, para amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia. Os antieméticos ou pré-quimioterápicos (pré-QT) fazem parte desse grupo.

Como a maioria dos medicamentos para quimioterapia atua na inibição da divisão rápida de células, e as células que revestem o estômago e os intestinos (o trato gastrointestinal) estão entre as que se dividem relativamente rápido em nosso organismo, com o tratamento, pode haver danos no revestimento epitelial (a superfície interna) dessa região.

Com frequência, esse processo provoca náuseas e vômitos, que em medicina chamamos de êmese e que podem variar de suave a grave, dependendo da droga usada. Os remédios da quimioterapia não são iguais em seu potencial emetogênico, ou seja, na intensidade dos efeitos colaterais desse tipo que provocam.

Como algumas drogas causam mais náuseas e vômitos do que outras, existem protocolos de antieméticos diferentes, definidos de acordo com o a composição da quimioterapia proposta pelo médico.

Existem três tipos de êmese, definidos por seu início:

  • Antecipatória: antes da quimioterapia
  • Aguda: nas primeiras 24 horas após a quimioterapia
  • Tardia: depois de 24 horas, ou no máximo de 2 a 3 dias após quimioterapia.

O potencial emetogênico de uma droga quimioterápica pode ser dividido em cinco categorias. Se nenhum agente antiemético for usado, o percentual de pacientes que experimentarão êmese é o seguinte:

  • Alto: superior a 90%
  • Alto moderado: 60 % a 90 %
  • Baixa – moderada: 30% a menos de 60%
  • Baixa: 10% a menos de 30%
  • Raros: menos de 10%

A quantidade e frequência de drogas antieméticas recomendada (regime) é determinada pelo tipo da êmese, pelo potencial emetogênico do agente quimioterápico, e o grau de êmese que o paciente pode tolerar.

Os medicamentos mais comumente utilizadas para controlar náuseas e vômito relacionados com a quimioterapia são a Ondansetrona (antiemético e antinauseante) e a Dexametasona (corticoide). A Dexametasona pode ser utilizada sozinha em náuseas e vômitos, mas como também é empregada para aumentar a eficácia da Ondansetrona, geralmente ambas são administradas juntas.

Esse é considerado o “padrão ouro” (o melhor procedimento disponível) para o gerenciamento preventivo de náusea aguda e vômitos associados à quimioterapia.

Outros medicamentos também são usados como pré-quimioterápicos, entre eles a Difenidramina, empregada em casos de drogas que possam gerar algum tipo de reação alérgica ou hipersensibilidade no paciente. Seu principal efeito colateral é a sonolência.

Modificações de comportamento (tais como técnicas de relaxamento) e da dieta também podem ajudar controle do vômito.

A êmese pode ser um efeito adverso debilitante da quimioterapia, prejudicando bastante a qualidade de vida do paciente. Controlá-la é fundamental para o sucesso do seu tratamento. Por isso é importante que o farmacêutico dê suporte ao tratamento, dando ao paciente informações sobre as medicações e garantindo que os agentes antieméticos utilizados são os mais adequados para o tratamento proposto.

________

Bibliografia: Clinical Pharmacy Guide: Chemotherapy Assessment and Review; British Columbia Cancer Agency, July 11, 2013.

________

*Erika Viana é Farmacêutica da Clínica da Cediatron, Centro Oncológico de Madureira, pertencente ao grupo OncoVitae.

 

Sobre oncovitae

Clínica de oncologia em Botafogo, Campo Grande, Madureira e Tijuca - Rio de Janeiro. Consultas oncológicas, cururgia oncológica, quimioterapia, psiconcologia, nutrição oncológica. Convênio ou particular.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s