Então é Dezembro…

Por Cristhiane Silva Pinto*

Caros leitores, impossível seria terminar o ano sem uma mensagem para vocês!

Dezembro é o último mês do ano no calendário ocidental, mês corrido, de muitas atividades e trabalho. Às vezes tenho a impressão de que este é um mês de ajuste de contas, de correr atrás de tudo aquilo que não conseguimos realizar nos 11 meses anteriores. Por isso é um mês pesado, muitas vezes tenso, como se cada situação tivesse um peso muito maior do que no resto do ano. É nesse mês que pegamos a velha folha de metas que fazemos todo Réveillon e percebemos que quase nada foi cumprido, não perdemos o peso desejado, não alcançamos a tão sonhada promoção no trabalho, não encontramos o Príncipe Encantado!

Analisando dessa forma, parece até que isso é uma coisa triste, mas atualmente, não é assim que tenho pensado. E daí que não perdemos o peso desejado, e daí que não alcançamos a tão sonhada promoção no trabalho, e daí que não encontramos o Príncipe Encantado? Essas são mesmo as questões mais importantes?

Tenha perspectiva. Dê importância aos pequenos prazeres do dia a dia. Perceba o valor das pessoas que estão ao seu lado. Seja grato.

Trabalhando com pacientes Oncológicos, percebi que a vida é muito mais que peso perdido, sucesso no trabalho ou um amor pra toda a vida. A vida é simples: é poder comer sem engasgar ou passar mal, é poder dormir sem sentir dor, é poder estar com aqueles que amamos e que nos aceitam como somos. Não que eu não queira perder uns quilinhos, mas minha prioridade é confortar meus pacientes que perdem muitos quilos por causa da doença. Não que eu não queira uma promoção ou reconhecimento do meu trabalho, mas prefiro que meus pacientes possam continuar suas vidas dentro da maior normalidade possível. Não que eu não queira um Príncipe Encantado, mas gostaria que aqueles dos quais eu cuido, possam continuar a se relacionar com parceiros e familiares.

Claro que vou continuar escrevendo minha listinha de desejos para o próximo ano, e possivelmente lá estarão: os quilos que desejo perder, a promoção, o Príncipe Encantado. Mas nessa nova lista incluirei coisas mais importantes, tais como: mais amor e compreensão com o próximo, maior capacidade de abnegação e equilíbrio, mais condições de apreciar e curtir cada pequeno momento de alegria e sucesso, e principalmente, não me desestruturar com as pequenas derrotas. Essa lista não deverá apenas ser relembrada em Dezembro de 2014, deverá ser relembrada em cada um dos 365 dias do próximo ano! Não devemos deixar nossa vida restrita a um único mês, devemos vivê-la intensamente a cada dia! Portanto, façam vocês também as suas listas e um ótimo 2015!!

*Cristhiane Silva Pinto é médica especialista em Cuidados Paliativos e Bioética. Atua nas Unidades de Cuidados Paliativos do INCA e da OncoVitae.

Sobre oncovitae

Clínica de oncologia em Botafogo, Campo Grande, Madureira e Tijuca - Rio de Janeiro. Consultas oncológicas, cururgia oncológica, quimioterapia, psiconcologia, nutrição oncológica. Convênio ou particular.

3 Respostas

  1. Ieda Maria Oliveira Fornazier

    Lindo, este é o verdadeiro espírito de natal que deve nos acompanhar diariamente, isto é mostrar a evolução da espiritualidade. Parabéns.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s