O Que é Importante de Verdade?

Por Cristhiane Silva Pinto*

Meu queridos leitores, hoje queria falar de algumas coisas que considero importantes, e com as quais estou aprendendo a conviver. Inicialmente de forma árdua, agora, com um pouco mais de facilidade a cada dia. Queria falar sobre: planejamento, controle, expectativa e frustração. Como assim? O que essas coisas tem em comum? Em princípio nada, mas se olharmos com mais profundidade TUDO!

Nossa vida diária é repleta dessas coisas, procuramos viver de uma forma extremamente organizada, cartesiana, metódica, sem nos darmos conta de que em realidade são pouquíssimas as coisas que podemos de fato controlar. Todo planejamento gera uma expectativa e toda a expectativa que não se concretiza gera frustração, e a frustração acumulada gera doença. Que doença? Várias, tais como: hipertensão, ansiedade, depressão, câncer…

Não que eu esteja sugerindo que vivamos no caos, acho mesmo que o planejamento é necessário para uma vida em sociedade. O que estou dizendo é que temos que compreender que o que podemos realmente controlar é apenas uma ínfima parcela do total, e que quanto mais relaxados estejamos em relação ao objetivo final, menos nos frustraremos e consequentemente, seremos mais saudáveis!

Afinal de contas, o que é importante de verdade? Ter seu planejamento sempre perfeito ou se alegrar e entusiasmar com as surpresas boas que a vida nos reserva? O emprego maravilhoso que consome 100% do seu tempo ou um trabalho mais simples que proporcione qualidade de vida? O final de semana num hotel de luxo ou uma reunião com amigos queridos?

Claro que cada um terá a sua resposta, mas tem uma coisa que eu queria propor: vamos viver intensamente o agora, com seus sucessos e insucessos! Vamos nos exercitar a ficar felizes com as pequenas coisas da vida. Trabalhando com pacientes oncológicos aprendi que às vezes a vida escapa do planejamento, sai dos trilhos e nos vemos muitas vezes sem chão… E é nessas horas que precisamos ter motivos para lutar! As pequenas alegrias são geralmente o combustível para essa luta! Portanto, minha sugestão é a seguinte: a cada dia se organize para fazer pelo menos uma coisa que te faça sorrir, seja ela simples como tomar um capuccino ou complexa como mudar de profissão. Corra atrás do seu sorriso e siga em frente!

Agora vou pegar um cineminha e dar algumas gargalhadas…

*Cristhiane Silva Pinto é médica especialista em Cuidados Paliativos e Bioética. Atua nas Unidades de Cuidados Paliativos do INCA e da OncoVitae.

Sobre oncovitae

Clínica de oncologia em Botafogo, Campo Grande, Madureira e Tijuca - Rio de Janeiro. Consultas oncológicas, cururgia oncológica, quimioterapia, psiconcologia, nutrição oncológica. Convênio ou particular.

1 Resposta

  1. Pedro L Fernandes

    Querida Cris.
    Viver o aqui e agora, ou seja o presente sempre foi o ensinamento dos grandes Mestres ( não importa a sua orientação religiosa). O passado se foi não nos pertence mais, o futuro não se tem conhecimento, o hoje é o presente, a existência. ” O ser tem várias dimensões, enfim o tempo não é como vemos, e sim como lições que devemos aprender nesta vivência”. (Muitas vidas muitos mestres mestres – Wueis Brain L.)

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s