Apenas 5 a 10% dos Cânceres São Hereditários

O caráter genético do câncer pode causar confusões no público leigo: Por ser uma doença na qual ocorre mutação de genes, tendemos a achar que a maioria dos cânceres é hereditária, ou seja, que herdamos essa mutação genética dos nossos pais, passamos aos nossos filhos e que ela está conosco desde que nascemos. Isso não é verdade.

A maior parte dos cânceres é considerada multifatorial ambiental, quer dizer, diversos fatores no ambiente que cerca a célula (e o indivíduo) são capazes, em conjunto, de provocar uma mutação genética. Essa mutação ocorre durante a vida, em indivíduos que nasceram sem nenhuma mutação. Esses são 90 a 95% dos cânceres. Apenas 5 a 10% dos cânceres são hereditários.

Por exemplo, podemos comparar: Fumar aumenta em dez vezes a probabilidade de um indivíduo desenvolver câncer, isso para homens e mulheres e considerando diversos tipos de câncer. A existência de histórico familiar aumenta em duas vezes as chances de câncer de mama em mulheres com histórico familiar. (fonte: INCA) Fumar aumenta muito mais o risco de câncer do que ter um parente com câncer. Nossos hábitos estão mais relacionados com a incidência de câncer do que nosso histórico familiar, e os hábitos nós podemos mudar.

No caso do câncer de mama as mutações hereditárias consistem principalmente em alterações no BRCA1 (cromossomo 17), e BRCA2 (cromossomo 11). Essas mutações, muito raras na população geral, são mais encontradas em judias asquenazi. Existem outras síndromes ligadas ao câncer hereditário, ainda menos comuns. O médico saberá indicar o exame genético a todos aqueles que podem ter alguma dessas mutações.

Então, tenha em mente:

* A porcentagem da população que carrega uma mutação hereditária é muito pequena;

* O exame que detecta a mutação do gene antes mesmo que ela desencadeie um processo de carcinogênese é feito mediante indicação médica. As pessoas que não receberam essa orientação não precisam se preocupar com o câncer de fundo genético hereditário  😉

* Mesmo quando é encontrada uma mutação ligada ao câncer de mama, isso não significa necessariamente que o indivíduo desenvolverá câncer. O médico saberá o que fazer para prevenir a doença dependendo da fase de vida na qual a pessoa está: se já teve filhos e se quer ter, se está na menopausa etc, tomando as atitudes mais eficazes em cada caso, com o mínimo de efeitos adversos.

Por isso escute sempre o que o especialista diz e não entre na paranoia do câncer hereditário: ele é raro. Cuide da sua saúde adotando hábitos saudáveis, isso sim previne o câncer em todos os casos.

fontes:
INCA
UICC

Sobre oncovitae

Clínica de oncologia em Botafogo, Campo Grande, Madureira e Tijuca - Rio de Janeiro. Consultas oncológicas, cururgia oncológica, quimioterapia, psiconcologia, nutrição oncológica. Convênio ou particular.

2 Respostas

  1. Maria de Fátima Queiroz de Oliveira

    Muito bom o esclarecimento. Eu mesma, me preocupava muito com histórico de família. O importante é cuidar sempre da saúde, esse é, sempre será o melhor remédio.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s