Mês da Mulher – Marie Curie

Por Cristhiane Silva Pinto*

marie-curieMarie Curie (7 de Novembro de 1867 — 4 de Julho de 1934) foi uma cientista polonesa que exerceu a sua atividade profissional na França. Foi a primeira pessoa a ser laureada duas vezes com um Prêmio Nobel. Depois dela apenas Linus Pauling repetiu esse feito. Também foi a primeira mulher a receber o prêmio, em 1903, quando recebeu o Nobel de Física junto com Pierre Curie, seu marido, e Becquerel, pelas descobertas no campo da radioatividade. Mais tarde recebeu seu segundo prêmio Nobel, em uma área diferente do primeiro: Química – pela descoberta dos elementos rádio e polônio. Até hoje foi a única pessoa a receber dois prêmios Nobel em áreas diferentes.

Estudou física, matemática e química na Universidade de Paris. Na época sobrevivia com poucos recursos, estudava de dia e ensinava à noite, conseguindo o suficiente para se manter. Em 1893 concluiu a graduação em física e começou a trabalhar no laboratório industrial do Professor Gabriel Lippmann. Enquanto isso, continuou com os estudos e com a ajuda de uma bolsa de estudos conseguiu uma segunda graduação em 1894.

Marie_Curie_Trabalhando_no_LaboratórioApós vários anos de trabalho constante, ela e seu marido isolaram dois novos elementos químicos. O primeiro foi nomeado polônio, em referência a seu país nativo, e o outro rádio, devido à sua intensa radiação. Os termos radioativo e radioatividade foram inventados pelo casal para caracterizar a energia liberada espontaneamente por este novo elemento químico.

Recebeu o Nobel de Química pelo descobrimento dos elementos rádio e polônio, o isolamento do rádio e o estudo da natureza dos compostos deste elemento. Escolheu não patentear o processo de isolamento do rádio, permitindo que toda a comunidade científica investigasse suas propriedades. Marie Curie considerou que patentear uma descoberta como a sua significaria um grande entrave para o desenvolvimento científico. Ficamos a imaginar o quanto a ciência e a medicina se beneficiariam se atitudes como essa se tornassem regra.

Em 1906 passa a ocupar a cadeira de Física Geral, na Sorbonne. Fundou o Instituto do Rádio, em Paris. Em 1922 tornou-se membro associado livre da Academia de Medicina.

Marie Curie morreu perto de Salanches, França, em 1934, de leucemia, devido, seguramente, à exposição maciça a radiações durante o seu trabalho.

Marie_Curie_Conversando_com_Colegas

*Cristhiane Silva Pinto é médica especialista em Cuidados Paliativos e Bioética. Atua nas Unidades de Cuidados Paliativos do INCA e da OncoVitae.

Sobre oncovitae

Clínica de oncologia em Botafogo, Campo Grande, Madureira e Tijuca - Rio de Janeiro. Consultas oncológicas, cururgia oncológica, quimioterapia, psiconcologia, nutrição oncológica. Convênio ou particular.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s