Mas Afinal, o Glutén Engorda?

por Jose Luis Martino*

Toda semana aparece uma nova dieta para emagrecer. Uma delas é a dieta que promove a abstenção do glutén. Antes da gente dizer se funciona ou não, vamos entender um pouco o que é o glutén: O glutén, na verdade, é uma proteína, um grande aglomerado de substâncias proteicas. Está presente em vários cereais, o trigo, a cevada… Dessa forma, está também presente em bolos, massas, pães, farinhas.

Algumas pessoas, cerca de 1% ou menos da população, tem intolerâcia ao glutén. Ao ingerir alimentos que contem glutén, essas pessoas apresentam uma reação de muita inflamação no intestino. O intestino inflamado dessa forma acaba tendo dificuldades em digerir outros nutrientes também. Geralmente essa intolerância é percebida na infância. Quando a criança começa a ter contato com o glutén, apresenta diarréia, distensão abdominal, dores abdominais e até deficiência de crescimento e anemia, porque está sofrendo de dificuldade de absorção de nutrientes. Assim descobre-se logo quando a pessoa tem a doença celíaca. Essas pessoas, para controlarem os problemas da intolerância, têm que abolir da sua dieta todos os produtos que contenham glutén.

Existem também pessoas que apresentam uma intolerância leve ao glutén. Elas apresentam distensão abdominal, diarréia, gases. E observa-se que esses sintomas estão ligados à ingestão abusiva de bolos, massas, pães, por exemplo. Essas pessoas, embora não apresentem a inflamação advinda do desencadeamento do mecanismo autoimune nem a desnutrição, se beneficiam ao diminuir a ingestão do glutén. Nesse caso não é necessário abolir totalmente da dieta.

E com relação ao emagrecimento? Ora, o glutén em si não vai causar o aumento de peso. O que dizem os defensores dessa dieta é que todas as pessoas teriam uma certa dificuldade em digerir o glutén, o que causaria um leve inchaço na região abdominal e alguma dificuldade em reter nutrientes. Ou seja, dito assim não parece a solução para perda de peso, não é mesmo? As pessoas que resolvem aderir à dieta sem glutén acabam forçadas a comprar versões caras de produtos baratos: macarrão sem glutén, pão sem glutén, bolo sem glutén… Tudo o dobro do preço. Desnecessário. Os verdadeiros produtos que todos devemos comer para sermos saudáveis – e isso inclui manter o peso correto – são os produtos in natura: Frutas, verduras, legumes, feijão e arroz. Se você não apresenta intolerância não precisa se preocupar com o glutén. Em vez disso, escolha abolir de sua dieta de uma vez por todas: Refrigerantes, sucos de caixinha, salgadinhos de pacote, fast-foods. Isso sim traz resultados! Que tal começar hoje mesmo?

*Jose Luis Martino é o médico responsável pela OncoVitae. Também é oncologista no INCA e Hospital São Francisco de Assis na Providência de Deus.

Esse artigo foi publicado no jornal O Povo do Estado do Rio de Janeiro na coluna Saúde, Mel e Limão.

Sobre oncovitae

Clínica de oncologia em Botafogo, Campo Grande, Madureira e Tijuca - Rio de Janeiro. Consultas oncológicas, cururgia oncológica, quimioterapia, psiconcologia, nutrição oncológica. Convênio ou particular.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s